REGIÃO

Leite vai faltar por tempo indeterminado em 14 cidades

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado (SEDS) emitiu um comunicado por meio da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (COSAN) anunciando que irá multar e romper o contrato com o Laticínios Perlat LTDA EPP (Pereira Barreto) que suspendeu a entrega de leite ao Projeto Estadual do Leite Vivaleite.


A falta dessa entrega atingiu as cidades de Andradina, Castilho, Guaracaí, Lavínia, Mirandópolis, Monte Castelo, Murutinga do Sul, Nova Guataporanga, Nova Independência, Panorama, Pauliceia, Santa Mercedes, São João do Pau D’alho e Tupi Paulista.


Segundo a Secretaria “nunca houve uma situação semelhante dentre todos os Laticínios contratados nos mais de 20 anos de atuação da política social do Projeto Vivaleite”. Em nota, a secretaria informou “que sempre cumpriu os compromissos financeiros com o referido Laticínio, assim como sempre fez com todos os outros fornecedores, conforme o que está estabelecido nos contratos de licitação”.


Para normalizar a situação dessa suspensão unilateral, a pasta de Desenvolvimento Social está em contato com os produtores que participaram da licitação para que assumam esse bloco e retomem as entregas. “O Projeto Vivaleite lamenta o episódio e pretende normalizar a situação o mais rápido possível, mas a entrega restará prejudicada nestes municípios por tempo indeterminado”, consta na nota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar