Os Setores Ambulatorial e Médico, Recrutamento e Seleção, Segurança do Trabalho e Serviço Social da Usina Viralcool em Castilho promovem neste mês mais uma campanha de saúde, desta vez o Setembro Amarelo – Mês de Prevenção ao Suicídio.

Iniciada nesta quinta-feira 13 com a participação de colaboradores de quatro frentes de serviços dos municípios de Castilho, São João do Pau D´Alho e Monte Castilho, o movimento pró-vida envolve quase 200 pessoas.

Além da entrega de informativos indicando contatos de psicólogos da empresa parceira Unimed, a equipe responsável promoveu breves palestras aos integrantes das frentes de serviços.
A depressão foi outro tema abordado nos encontros diários. Os informativos distribuídos defendem a solidariedade e a união de todos pela vida

OUTRAS CAMPANHAS

Antes do Setembro Amarelo, a unidade industrial promoveu, em julho e agosto, campanha interna abordando doenças tecnológicas e já se mobiliza para realizar o Novembro Azul – visando a saúde do homem.

SAIBA SOBRE A CAMPANHA

Setembro Amarelo é uma campanha que acontece desde 2014 em todo o país e visa a conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio.

Durante todo o mês de setembro, é comum ver espaços públicos e privados decorados e/ou iluminados com a cor amarela. O período foi escolhido porque 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. Com o Setembro Amarelo, a ideia é promover eventos que abram espaço para debates sobre suicídio, além de divulgar o tema e alertar a população sobre a importância de sua discussão.

Hoje em dia, o suicídio é um problema de saúde pública no Brasil e a sua ocorrência tem crescido entre os jovens. De acordo com os números oficiais, 32 brasileiros se matam por dia. Essa taxa é maior do que a de vítimas de AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas.

A esperança é o fato de que, segundo a Organização Mundial da Saúde, nove em cada dez casos poderiam ser prevenidos. É necessário a pessoa buscar ajuda e atenção de quem está à sua volta“, explica o site oficialda campanha.

O Setembro Amarelo conta com o apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). Mundialmente, a Associação Internacional para Prevenção do Suicídio (IASP) também participa da divulgação do projeto.